Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur.
Contact us now +1128 5255 8454
support@elated-themes.com

Instagram Feed

Title Image

Blog

Afinal, porque blogs são tão importantes?

Para responder esta pergunta, eu quero dar um passo para trás e olhar com você de onde surgiu o fenômeno dos blogs. Prometo que esta explicação vai fazer sentido!

Um pouco de história

O termo “blog” é uma abreviação de “weblog” uma corruptela de “web log”, ou seja, um registro ou diário na internet. A palavra só foi usada pela primeira vez em 1997, por Jorn Barger, em seu site Robot Wisdom.

Apesar do estilo decididamente datado, você reconhecerá que a estrutura é reconhecível: posts publicados em sequência de data, cada um sobre um assunto que interessou ao autor na época.

Na época, blogar era trabalhoso. Cada página precisava ser feita à mão, publicada e linkada às demais. Um processo lento e sujeito à falhas. Assim, eram poucos os que se arriscavam no formato.

No amanhecer do ano 2000 haviam menos de 100 blogs catalogados. Para facilitar este trabalho e tornar os blogs mais acessíveis muitas pessoas pularam na oportunidade de desenvolver ferramentas para blogar.

As sementes do Blogger foram plantadas em 1999. O Movable Type teve seu primeiro release em 2001 e já em 2003 o TypePad e nosso queridinho WordPress foram lançados oficialmente.

E não foi só em facilitar a vida do usuário que os empreendedores estavam de olho.

O AdSense do Google nasceu no mesmo 2003, permitindo que os blogueiros gerassem receitas em suas páginas através de anúncios e banners. 2003 também viu o nascimento da Weblogs Inc., uma rede de 90 blogs sobre diversos assuntos, fundada por Jason Calacanis e investida por Mark Cuban.

Apenas dois anos depois, em 2005, a companhia foi comprada pela AOL por 25 milhões de dólares.

Esta transação é considerada um marco importante, pois é um sinal claro do mercado que os blogs já não eram mais uma curiosidade ou evento passageiro, mas uma força definitiva no mundo online.

O cenário atual

Há algumas maneiras diferentes de olhar para o papel dos blogs atualmente, mas todas elas chegam, em última instância, à mesma resposta: criar conexões relevantes.

Nós, seres humanos (você é um ser humano, certo?) somos criaturas sociais por natureza. Buscamos pertencer a grupos, nos relacionarmos com nossos pares e criar conexões relevantes com o que nos faz — e traz — sentido.

É neste caráter social que está a resposta da importância dos blogs.

Eles são uma maneira de alavancar o mundo conectado pela internet para aumentar o alcance da nossa voz, das nossas idéias, sonhos e projetos.

De ouvir e ser ouvido por pessoas que antes estavam simplesmente distantes demais para estabelecer uma conexão significativa.

E isto não é importante apenas de um ponto de vista social, sentimental, ou teórico.

Com esta explicação em mente, veja como isto pode transformar a sua empresa ou marca pessoal.

Como um blog pode me ajudar?

Como criar um blog 10

Um blog pode trazer inúmeros benefícios para marcas, empresas, agências, profissionais autônomos, etc.

Agora você vai aprender quais são os principais desses benefícios!

Blogs geram autoridade e ajudam a vender

A maneira mais simples de ser respeitado por alguém é ensinar algo a esta pessoa.

Se o conteúdo do seu blog ajuda o leitor a resolver um problema, tirar uma dúvida ou chegar a um objetivo, ele se lembrará deste aprendizado por muito tempo.

Este impacto não se restringe só ao branding ou conhecimento de marca! Ele é fundamental no processo de vendas.

O consumidor, mesmo antes de saber que ele quer ou precisa de um produto, busca a solução para algo que o incomoda.

Se a sua marca está lá para resolver esta dúvida, ela se põe numa oportunidade única de vencer no Momento Zero Da Verdade, aquele instante onde a conexão entre problema, solução e produto fica clara.

A “eureka” onde o consumidor decide pela sua compra. Se você já conhece o trabalho com o Funil de Vendas, este trecho deve ter soado bastante familiar!

Falando no funil, um blog pode ajudar seus clientes em potencial a navegar por todas as etapas dele.

Usando conteúdo adequado a cada uma, é possível rodar o processo inteiro, desde a alimentação no topo até o momento de entregar o lead para o departamento comercial ou fechar a venda diretamente, dependendo do seu modelo de negócios.

E não é tudo! Os blogs ainda apresentam outros benefícios incríveis.

Blogs te ajudam a ser encontrado (e descoberto)

A lógica aqui é simples: todos os motores de busca tentam entender e responder às dúvidas dos seus usuários indicando a eles uma página com a resposta correta.

Assim, ao publicar, continuamente, conteúdo que ajuda o seu público-alvo, a sua chance de ser indicado pelo buscador como solução aumenta a cada texto.

Para entender isto melhor, vamos imaginar que a sua empresa é especialista em Marketing de Conteúdo.

Ao publicar um site institucional, com seu endereço, horário de funcionamento, missão, valores e talvez uma tabela de preços e serviços, quais são as oportunidades criadas?

Antes de responder, vamos comparar com outra possibilidade. Uma em que seu site traz, além do conteúdo institucional, um blog sobre o assunto que você domina, com materiais educativos para download, artigos bem escritos, cases de sucesso, guias e dicas que facilitam a vida do seu leitor.

É claro que você já percebeu que a segunda opção é melhor.

A minha descrição faz com que você chegue a esta conclusão imediatamente. Mas você consegue explicar o motivo real por trás da resposta?

Te ajudo: estar presente na internet permite que as pessoas te encontrem mais facilmente. O detalhe aqui é que estas pessoas estão procurando algo que elas sabem exatamente o que é.

Talvez seja diretamente o seu nome, seu setor de atuação ou o tipo do seu produto.

Buscas como “Loja de colchões em Belo Horizonte”, “comprar chave de fenda” ou “endereço de gráfica rápida” são alguns exemplos deste tipo de transação.

Ao publicar conteúdo relevante, entretanto, sua marca expande incrivelmente este universo, pois começará a aparecer para buscas de pessoas que ainda não tomaram esta decisão.

Um grupo, portanto, muito mais numeroso. “Como dormir melhor”, “ferramentas mais úteis” e “tipos de impressão” seriam os exemplos equivalentes aqui.

Em vista disto, fica bem mais claro por que a marca que bloga cria mais oportunidades para ser encontrada e criar relacionamentos: ela busca, ativamente, ser descoberta também!

Blogs reduzem o seu risco

Somos todos aversos à correr riscos. É um impulso fundamental, necessário à nossa sobrevivência.

Embora toda atividade, como abrir uma nova filial, mudar um fornecedor, contratar um funcionário, ou mesmo começar um blog são todas carregadas de um risco inerente, tomamos esta decisão pesando as chances de dar errado contra os benefícios do sucesso.

Há entretanto algumas influências externas que nos apresentam riscos que são constantes, e não podemos nos eximir deles.

É o caso da entrada de um novo competidor, uma mudança na política econômica ou mesmo catástrofe naturais. Nesta área os blogs trazem um dos seus maiores — e menos apreciados — benefícios.

Começar uma conversa com o seu público-alvo, ser descoberto por ele e entender melhor quem são as pessoas que podem se tornar seus clientes são todos benefícios que te protegem contra estas ameaças que não estão no seu controle.

Quando a sua empresa depende de um fator externo, seja ele uma campanha de anúncios, alcance em redes sociais ou uma posição cômoda em um nicho não explorado, mudanças neste fator podem comprometer a sua operação muito rapidamente!

Assim, cultivar uma base saudável de emails, ganhar posições melhores nas páginas de busca e conseguir se comunicar de forma eficiente e direta com o seu público protege a sua marca destas influências negativas, garantindo sua sobrevivência (e prosperidade) mesmo em cenários inesperados.

Qual o seu objetivo com blog?

A esta altura do campeonato, você já deve ter se dado conta que blogs não são apenas uma ferramenta, mas uma plataforma, um sistema que pode ser usado de diversas maneiras.

Não se acanhe diante da diversidade, entretanto. Vamos te ajudar durante todo o processo.

E o primeiro passo é saber onde você quer chegar!

Os três tópicos acima (vender mais, ser encontrado e reduzir risco) estão diretamente ligados a alguns dos motivos mais comuns. Mas é importante lembrar que existem outros, como:

Tornar sua marca mais conhecida

Sobretudo em mercados de concorrência acirrada, a barreira de entrada para uma nova marca é bastante alta. O seu blog pode ser a estratégia ideal para alcançar (e superar) a popularidade de quem já estava no mercado antes.

Educar o público

Alguns produtos e serviços mais inovadores não tem uma oferta imediatamente clara para o grande público.

Produzir conteúdos que falam à dores do seu futuro cliente é uma estratégia poderosa para se apresentar, no momento certo, como uma solução que ele ainda não conhece.

Gerar leads qualificados

As táticas de marketing de gerar e nutrir leads para fazer contatos mais qualificados, vender mais e melhor são extremamente populares hoje.

O blog é uma das melhores maneiras de gerar os seus próprios leads, sem recorrer à compra de listas e contratação de serviços especializados nisto.

Como bônus, dentro do seu blog você tem controle muito maior sobre o processo, podendo fazer ajustes e melhorias para se adequar melhor ao seu funil de vendas.

Se tornar autoridade

Como falamos, o blog não serve apenas para atrair pessoas.

O conteúdo certo ajuda a demonstrar a sua expertise, mostrando o seu conhecimento da área e também a sua capacidade de entregar valor aos seus clientes.

Peças como white papers, cases de sucesso, artigos técnico-científicos além de templates e calculadoras mostram ao público que você sabe — e bem! — do que está falando.

Isto facilita o processo de decisão de compra, na medida que aumenta a confiança do consumidor na sua marca, além de fazer um bem danado para a sua reputação.

Sentir o prazer de escrever e publicar

Ei, nós não falamos que blog posts precisam ter sempre um objetivo comercial em mente.

O processo de arranjar suas idéias, transformá-las em conteúdo (seja texto, video ou imagem) e compartilhar com o mundo é extremamente prazeroso!

Além disto, escrever traz benefícios psicológicos, ajuda a afinar sua capacidade de comunicação, formular melhor seus pensamentos e até mesmo de aprender coisas novas.

O blog é o meio ideal para praticar isto!

Blog pronto, e agora?

Agora que você já sabe como construir seu blog e como preparar suas publicações, é hora de começar a publicar, promover e colher os frutos do seu trabalho.

Preparei algumas dicas de como tocar seus primeiros meses de trabalho, de forma a garantir bons resultados no médio e longo prazo.

Calendário editorial

Um calendário editorial é uma forma de se organizar, e garantir que seu blog não vai sofrer com as indas e vindas da rotina que qualquer pessoa está sujeita na vida.

O calendário, além de dar uma visão mais ampla do seu planejamento, te ajuda a se manter em dia, preparando seus materiais a tempo de de publicar e promover corretamente.

A minha sugestão é fazer planejamentos trimestrais. Esta etapa de planejamento vai ser trabalhosa, mas garante que, ao longo dos próximos três meses, a produção de cada post já começa bem orientada, sem precisar “começar do zero” toda vez.

É de grande ajuda para garantir uma regularidade nas postagens e uma proteção importante contra imprevistos que vão naturalmente acontecer.

Promoção de posts

Se você publicar certinho, sempre no dia e hora marcados, mas deixar os seus textos largados no blog, vai ser bem difícil que as pessoas fiquem sabendo dele, concorda?

Isto é ainda mais importante nos primeiros estágios da vida do seu blog, quando as pessoas ainda não conhecem seu trabalho.

O mais importante agora é entender que será necessário espalhar o conhecimento sobre seu blog.

Use as redes sociais, seus contatos, busque parceiros em potencial e lance mão até de anúncios e posts impulsionados.

Os resultados tendem a ser menores no começo, mas com o tempo eles compõe sobre os números anteriores e você será capaz de construir uma audiência fiel!

Criação de listas

Lembra, ali em cima, quando eu falei que blogs são ótimos para gerar leads?

Mesmo que você não tenha uma intenção de vender alguma coisa logo de cara, leads são importantes para alavancar o conhecimento sobre o seu blog e criar uma audiência recorrente.

Quando uma pessoa aceita te dar o endereço de email dela, ela te dá autorização para contactá-la diretamente, sem intermediários. É uma grande responsabilidade ser portador desta permissão, portanto faça o melhor uso dela!

Separe conteúdo interessante, escreva com cuidado os seus emails e você perceberá que aquele visitante eventual se torna frequentador, eventualmente ajudando a espalhar seu conteúdo para amigos e colegas.

Evolua no SEO

Como você está começando com seu blog, ainda não tem que se preocupar demais com SEO. Foque em manter suas publicações com qualidade, de forma constante.

Isto é 90% do seu sucesso!

Mas como eu não vou ficar escondendo os outros 10% de você, seguem aqui alguns recursos para que você — com o tempo — se torne um mestre do SEO e possa brigar frente a frente com os grandes pelo topo, em palavras-chave competitivas:

Backlinks

Se você leu os artigos que te recomendei acima, já sabe disso. Mas sejamos francos, você ainda não leu!

Decidi acrescentar um ponto a mais para os backlinks pelos seguintes motivos:

  1. É mais importante que você pensa
  2. Dá mais trabalho do que você gostaria.

Sobreviveu ao choque de realidade?

Vamos lá: Backlinks são referências de outros domínios para o seu blogpost.

Aos olhos do Google, quer dizer, dos buscadores, um backlink é como uma recomendação, uma indicação de alguém que o conteúdo linkado ali vale a pena ser lido.

Isso conta muito para o rankeamento!

Trabalhar ativamente para conseguir links de volta significa que você está fazendo contatos na sua área atrás destas recomendações (o que expande a sua rede e aumenta sua chance de fazer parcerias) e também que está tendo contato com outros publishers, empresas e marcas.

Quer dizer: independementemente de quantos backlinks você conseguiu no final das contas, o exercício de buscá-los é muito enriquecedor!

Como bônus, você ainda expande sua audiência e consegue subir mais algumas posições no ranking.

É win-win situation!

LET’S DO THIS!

Ei, meus parachoques!

Você sobreviveu à (até o momento) quase oito mil palavras de dicas, guias e orientações de como começar.

Sei que parece uma quantidade imensa de coisas para aprender, mas — e preciso que você acredite em mim nessa — fica muito mais fácil com o tempo e prática.

É mais ou menos como ir à academia.

No começo você não sabe o que fazer, e fica até meio dolorido, já que está todo enferrujado e meio torto. Mas na medida que começa a ver resultados, as dores diminuem, seu domínio sobre os exercícios aumenta e você tem um desempenho cada vez melhor.

Talvez você se vicie em blogar, queira atingir audiências de milhões e não descanse enquanto não tiver exercitado no dia.

Talvez você só mantenha aquela rotina por saúde mesmo. Para fazer um bem pra si mesmo e relaxar do dia puxado.

Em qualquer caso, happy blogging!

 


 

No Comments
Post a comment